• Paulo Bomfim

5 Atitudes que não podem faltar na sua equipe


Quero te fazer um convite: olhe para as pessoas que trabalham contigo. Como elas interagem entre si, com os clientes, fornecedores, subordinados e superiores, e perceba a forma como essas interações são feitas.


Olhe atentamente e você vai poder perceber que essa é a situação atual da sua cultura organizacional. Esqueça por um momento o que diz o texto do site, ou o manual que foi organizado nas boas vindas para os colaboradores: na sua frente é o seu "as is", o "como é" de verdade o que vocês são.


Legal, agora que você conseguiu enxergar o que de verdade está acontecendo, quero listar 5 atitudes que não podem faltar na sua equipe para que vocês tenham sucesso. Vai ticando os itens conforme for passando por eles, ok?


1) Respeito - não é por menos que esse é o primeiro item. Quando não há respeito, não se consegue construir mais nada de bom. Quando as relações são abusivas, forçadas, pautadas pelo medo e ameaças, como também pelos preconceitos, o desrespeito prevalece e as equipes se enfraquecem. Respeito é algo que começa por cima, não sendo tomado, mas sendo distribuído a todos. Pra saber se te respeitam, se pergunte: não tivesse o poder que tenho, as pessoas fariam por mim o que peço a elas?


2) Confiança - Um ambiente onde você não pode deixar uma carteira em cima da mesa, ou sequer um iogurte na geladeira, sem se preocupar que alguém vá mexer, é um ambiente sem confiança. Pessoas que você não pode falar a verdade ou assumir os erros, sem julgamento ou castigo imediato, é um ambiente sem confiança. Parte da liderança esse papel de proporcionar um ambiente mais confiável, garantindo que a ética seja mantida, assim como a tranquilidade para se compartilhar o que se sabe, pois é dessa forma que problemas vêm à luz e podem ser resolvidos. Para saber se o seu ambiente é confiável, pergunte sobre um problema que sabe que existe e veja se as pessoas te contam a verdade.


3) Reciprocidade - Em ambientes de trabalho onde as pessoas "cumprem com suas obrigações", o bom trabalho é somente o que está acordado, sem esforço maior, sem engajamento em outras atividades, sem iniciativas para melhorar o que existe. Nestes ambientes, palavras como "por favor", "com licença" e "obrigado!", são raras de serem ditas ou ouvidas. É importante mostrar que não há obrigações, mas compromissos e responsabilidades, e que mesmo que haja um contrato de trabalho, pode haver também iniciativa, vontade de ajudar, crescer e contribuir com o grupo. Para saber se sua equipe tem essa atitude, veja se as pessoas estão somente fazendo o que é pedido, se são educadas e se vão além.


4) Admiração - Quando as pessoas tem uma competitividade interna e não reconhecem o que há de bom em seus colegas, sem mostrar apreciação nem dar valor às boas práticas. Num ambiente assim, a negatividade rola solta, e as conversas giram em torno das falhas dos demais. Admirar o outro é ser capaz de reconhecer as coisas boas sem ignorar as ruins, mas dando maior importância à primeira e usando os pontos positivos das pessoas para ajudá-las a serem ainda melhores. Também permite que as pessoas possam resolver problemas e realizar trabalhos da forma que for melhor para elas, desde que entreguem o que foi combinado. Para saber se sua equipe valoriza e admira as pessoas, perceba as conversas e o teor do conteúdo quando se comenta sobre esse ou aquele colaborador.


5) Amizade - Muitas pessoas parte do princípio que não vão ao trabalho para fazer amizade, sem perceber que acabam caindo do outro lado, ou seja, criando várias inimizades. Um ambiente de relacionamento estritamente profissional, sem espaço ou tempo para que as pessoas interajam e conheçam mais umas das outras, cria um ambiente frio e desconexo, aumentando o desengajamento e estimulando o aumento do turn over. Ambientes de trabalho onde as pessoas se gostam, gostam de trabalhar juntas, se ajudam verdadeiramente, se importam positivamente com as vidas umas das outras, é um ambiente feliz e que faz com que todos queiram estar lá, pela missão, pelo trabalho e uns pelos outros. Repare se as pessoas da sua equipe se relacionam além, se é somente alguns grupinhos ou se é algo mais generalizado.

Quero deixar uma dica pra você, que chegou até aqui, principalmente se você se considera líder: para cada um dos itens acima, saiba que, quando eu disse "sua equipe", eu quis dizer você também! Se você não se considera parte da sua própria equipe, sua equipe não vai te considerar e vai se tratar da mesma forma. E é aí que as coisas começam a se dissipar.


Espero que você possa tomar essas dicas como algo prático para ser observado e mantido. E que você consiga fazer funcionar aquilo que ainda está faltando entre vocês. Tenho certeza que, indiferente do sucesso que você já tem hoje, quando conseguir colocar essas 5 atitudes como base da sua equipe, tudo mais ira crescer e prosperar ainda mais.


E se você quiser saber como sua equipe pode ser melhor vista e percebida pelos seus clientes, quero te convidar a baixar gratuitamente meu e-book "Competitividade, a marca de uma Liderança de Sucesso".

www.liderancainovadora.com.br/ebook-competitividade

Um grande abraço!

Paulo Bomfim

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo