A Nova Armadilha dos Machistas para Silenciar as Mulheres


Recentemente, vi nas redes sociais um vídeo de um professor americano, debatendo contra mulheres que defendem aumento de representação feminina nos quadros de diretoria das empresas. Os vídeos sempre mostram o mesmo trecho do argumento dele, repetidamente: "as mulheres dizem que querem participar da diretoria das empresas porque precisam aumentar a representatividade feminina onde não há! Ora, entre os operários de obras, 99,9% dos trabalhadores são homens! Vamos ser justos e colocar mulheres trabalhando lá para haver representatividade lá também!"


Eu tenho visto muitos homens aplaudindo o discurso e muitas mulheres ficando sem argumento diante disso, ou pior ainda, argumentando demais e perdendo o ponto principal: não se trata de aumentar a representatividade em todos os cargos, mas nos cargos de decisão e poder!


Diversas pesquisas revelam que pouquíssimas empresas podem se considerar diversificadas em seus quadros de diretoria, ou então haver uma maior representatividade de mulheres na direção. Isso é fato, você concorde ou não. A maioria das empresas, principalmente as grandes empresas, tem nos seus quadros diretores homens, brancos e héteros. Eu sei que tem gente que torce o nariz pra essa afirmação, mas este é outro fato e não se pode negar.


Agora, eu quero chamar a atenção para algumas coisas sobre a afirmação desse professor.


Primeiro, ela é um desrespeito desmedido com as mulheres. Alguém qualificado chegar pedindo uma posição de diretoria e você mandar a pessoa se tornar pedreiro, é o fim da picada. Nada contra a profissão de pedreiro, mas vamos ser sinceros, alguém que estudou, se formou, ralou, entregou, detonou, pedir pra sentar na mesa e participar das decisões e ouvir esse tipo de desaforo, deveria desqualificar imediatamente esse professor metido a besta.


Segundo, e eu espero que essa parte fique muito clara: isso não é mais do que outra cortina de fumaça! É nisso que esses caras, esses machistas, querem que a conversa fique: justificando que não é isso, explicando que pedreiros são dignos, fazendo perder tempo levantando estatísticas verdadeiras sobre a quantidade de operárias mulheres, etc... QUANDO NÃO SE TRATA DISSO! Não é uma resposta elaborada que você tem que dar pra um babaca que te manda ser pedreira, quando você pede pra ser diretora. Pra esse cara, você diz: você está mudando de assunto! As mulheres querem o lugar que merecem por sua competência e capacidade à mesa diretora, tomando decisões e ajudando a decidir o futuro da empresa, sem ser preterida por ser mulher! E ponto final!


Sobre o machismo, eu acredito que existem duas classes, a dos ignorantes e a dos maldosos.


Os machistas ignorantes são aqueles que concordam com ideias machistas que aprenderam sem questioná-las. Repetem por padrão, seja da criação familiar, do grupo religioso, da cultura local. Há também os machistas pseudo-ignorantes, que pensam entender do tema, mas só se baseiam nas próprias opiniões e exemplos, sem nunca ouvir as opiniões das mulheres a respeito do tema.


Os machistas maldosos existem em três categorias. Os machistas levianos, que gostam de rir e humilhar as mulheres, são aqueles dos clubes do Bolinha, que se cercam de homens mais fortes e procuram mulheres emocionalmente abaladas, que possam dominar e aceitem suas malícias. A segunda categoria está dos machistas aproveitadores, aqueles que sabem haver uma demanda por conteúdo sobre o tema e ganham dinheiro, status, poder, dando voz aos machistas, estão em busca de status e grana e se beneficiam também das mulheres que estão emocionalmente fracas.


Por fim, na terceira categoria, existem os machistas do mal, homens misógenos, que verdadeiramente não gostam de mulheres, querem vê-las humilhadas, maltratadas, sofridas e mortas. Eles apoiam e fortalecem todos os outros grupos de machistas, porque são seus maiores beneficiários. Usam das mulheres para satisfazer seus desejos mais baixos geralmente se apoiam em outros iguais, com poder, para perpetuar sua maldade.


Eu acredito, seja o tipo ou grau de machismo que houver numa pessoa, ela está profundamente equivocada. Acredito que para superar isso, precisamos cada dia mais criar um olhar de aproximação, respeito e admiração pela mulher. Conscientizar aqueles que são fortes que sua função nessa terra é proteger aqueles em necessidade.


E acredito que todo homem, que começa a compreender que o machismo é um equívoco, deve defender e apoiar as mulheres a conquistarem seu lugar de direito, respeito e dignidade na nossa sociedade. Quando uma mulher for silenciada ou então enganada por algum machista a não se defender, a se silenciar ou se distanciar de sua causa, podemos nós homens sermos o apoio que cada uma precisa, como nós também precisamos delas nos lugares de decisão.


Eu espero muito que possamos viver num mundo onde haja maior igualdade, não somente nas pequenas coisas do dia a dia, mas também nas grandes coisas e altas esferas. Minhas amigas, não se iludam com aqueles que querem desviá-las. Esse email é meu pequeno apoio a causa. Eu que sou filho, irmão, tio, marido, cunhado e pai de mulheres, venho contribuir e convidar meus colegas homens, decentes, dignos, gratos e esclarecidos, a jogar mais luz sobre as trevas que o machismo quer arrastar sobre todos nós.


Mas não vai. Tenho certeza que não vai! Porque se você leu até aqui, sei que algo em você começou a mudar. E o meu convite é: faça algo de bom com isso, apoie a causa de igualdade de direitos para as mulheres já!


Um grande abraço!


Paulo Bomfim

124 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo